Os brutos também amam

Tutty Vasques

27 de março de 2008 | 14h49

Alguém da Petrobrás que passou por perto de Hugo Chávez quando ele se despedia de Dilma Roussef, em Recife, jura ter ouvido o presidente venezuelano perguntar à ministra brasileira se o PAC, todavia, não estaria precisando de um pai.

Ou seja, tanta coisa interessante acontecendo e o país só tem olhos para as alfinetadas entre Lula e FHC.

Francamente!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.