Para matar a jogada

Para matar a jogada

Tutty Vasques

02 de dezembro de 2008 | 06h51

reprodução

Depois da ‘falta inteligente’ preconizada por uns e outros no Campeonato Brasileiro, vem aí a ‘bala inteligente’, projétil teleguiado de grosso calibre que o Pentágono desenvolve para evitar o drible do adversário aos disparos do Exército americano.

No fundo, no fundo é tudo a mesma coisa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: