Peralá!

Tutty Vasques

28 de agosto de 2014 | 13h28

Comparar o TSE a “tribunal nazista”, como fez o ministro Gilmar Mendes, com base em decisão da corte que barrou a candidatura ficha suja do ex-governador do DF José Roberto Arruda, francamente, chega a ser ofensivo com as vítimas de Hitler!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.