Pezão, Randolfe etc

Tutty Vasques

16 de abril de 2014 | 02h28

ilustração pojucanÉ praxe pegar no pé dos marqueteiros em campanha eleitoral, mas é preciso reconhecer: alguns deles justificam cada centavo da fortuna que recebem para dar visibilidade a candidatos muitas vezes tão expressivos quanto uma empada. O Pezão, por exemplo! Dá para imaginar o drama do publicitário encarregado pela propaganda do sucessor de Sérgio Cabral? Dureza!

Tudo que o carioca sabe sobre o atual governador do Rio – Pezão deixou de ser vice há duas semanas – é que ele tem pé grande. Luiz Fernando de Souza, nome que em Ipanema ninguém liga à pessoa, calça 47,5! É, convenhamos, pouco para avalizar sua fama de “gestor”.

Pensou-se no slogan “Um Pezão lava o outro” e na adoção da língua do ‘P’ no programa de TV (“Vopo-tepe empem Pepe-zãopão!”), mas o PMDB-RJ não está preparado para isso! Desafio maior, só o do marqueteiro do senador Randolfe Rodrigues, candidato do PSOL à Presidência. A propósito, amanhã falaremos do desafio de emplacar nas urnas políticos de voz fina.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: