Pirataria sai na frente de novo

Tutty Vasques

16 de outubro de 2007 | 05h40

Aprovada em abril pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a “pílula antibarriga” deve chegar aos camelôs antes do seu lançamento no Brasil pela indústria farmacêutica.

Parece que a pirataria está só esperando esgotar o estoque de “Tropa de Elite” para provocar novo furor no mercado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: