Por um lugar ao Sol!

Tutty Vasques

05 de junho de 2014 | 06h17

reproduçãoA Granja Comary foi local escolhido a dedo para concentração e centro de treinamento da seleção brasileira. Procurava-se, imagino, um lugar muito frio, úmido e montanhoso, distante quase 100 quilômetros do aeroporto e, mais importante de tudo, que sempre nesta época de Copa – junho/julho – a paisagem se apagasse em densos nevoeiros perfeitos para treinos ultrassecretos.

Ainda não baixou um ruço brabo nesta temporada, mas se tudo correr de acordo com os planos da CBF é bem provável que no último coletivo antes da estreia na Copa o Neymar não consiga enxergar o Fred em campo – e vice-versa. Enfim, melhor que Teresópolis para tal finalidade esportiva, só Urupema, na serra catarinense. Se o Brasil fosse na Europa, o CT da seleção seria numa estação de esqui!

Enquanto suíços, alemães e croatas se aclimatizam na Bahia, nossos craques driblam o frio de 5 graus nas madrugadas gélidas da Granja. Duro vai ser voltar pra lá depois de enfrentar o México em Fortaleza!