Quarentena

Tutty Vasques

05 de novembro de 2014 | 09h44

‘Febre infecciosa’ de Cristina Kirchner pode ser pior que ebola.

 

Só se fala disso em Buenos Aires, onde já há inclusive quem defenda o mais completo isolamento da presidente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.