Quase, quase!

Tutty Vasques

01 de dezembro de 2011 | 09h23

reproduçãoNão é que nada tenha acontecido em novembro, mas boa parte do noticiário do mês encerrado ontem versou sobre coisas que, viu-se depois, QUASE aconteceram.
Se não, vejamos em retrospectiva:

Nos últimos 30 dias, a dupla Zezé Di Camargo e Luciano quase se separou; o ministro Carlos Lupi quase caiu; o Enem quase deu certo; quase teve show do João Gilberto; o mundo quase acabou no 11/11/11; a cunhada do Michel Temer quase posou nua para a ‘Playboy’; Neymar quase foi para o Real Madrid; Rubinho Barrichello quase se aposentou, o Corinthians quase foi campeão.

Tem mais:

O bombom de licor quase foi criminalizado pela Lei Seca; estudantes da USP quase expulsaram a PM do campus; ‘Tropa de Elite 2’ quase foi pro Oscar; o óleo derramado na Bacia de Campos quase parou de vazar; quase teve enchente em São Paulo; Dominique Straus-Kahn quase se divorciou; William Bonner quase virou vascaíno; o brasileiro quase aprendeu o nome da ministra do Meio Ambiente; Ronaldo Fenômeno quase deixou o bigode; Jair Bolsonaro quase…

Novembro foi, enfim, um mês quase bom para os otimistas e quase ruim para os pessimistas. Seja como foi pra você, já passou! Que venha dezembro!