Que mal Mandela fez a Deus?

Tutty Vasques

24 de julho de 2014 | 00h02

reproduçãoÉ dura a morte de Nelson Mandela! Não bastasse o arranca-rabo dos filhos pela herança paterna, o coitado do Madiba se revira no túmulo toda vez que é evocado a título de autoajuda por injustiçados e incompreendidos, aí incluídos os da pior espécie. Aqui no Brasil, sua reconhecida capacidade para superar adversidades, citada recentemente pelo ex-deputado João Paulo Cunha a caminho da cadeia, voltou agora à baila no discurso que Dunga preparou para sua volta à seleção.

No papel de vítima do apartheid da imprensa e do torcedor brasileiro, o técnico ponderou que, se “Mandela com tudo contra conseguiu mudar, espero ter 1% da paciência dele”. No caso do mensaleiro condenado a 6 anos e 4 meses pelo STF, o percentual de sabedoria na espera terá de ser maior, mas, segundo ele, “se Mandela ficou 27 anos preso, posso suportar um tempo”.

Digo mais: se Mandela soubesse que sua lembrança se prestaria a esse tipo de coisa, francamente, talvez tivesse fugido da cadeia!