Que país é esse?

Tutty Vasques

14 Outubro 2014 | 00h03

reproduçãoImagine um país que desde 2006 cresce indiferente a crises externas num ritmo médio de 5% ao ano, com estimativa de aumento do PIB em 2014 batendo na casa dos 6%, recorde de desempenho na América do Sul, segundo o FMI! Pela lógica do economicismo que governa o mundo, o melhor lugar do continente para se viver, é a Bolívia!

O bordão norte-americano “é a economia, estúpido!” talvez explique a goleada de Evo Morales nas urnas, mas para por aí o roteiro de bom exemplo de política econômica elogiada até pelo Banco Mundial: o presidente boliviano dedicou seu triunfo a Fidel Castro, Hugo Chávez “e a todos os presidentes e governos anti-imperialistas e anticapitalistas” do planeta.

Mal comparando, isso é como reconhecer o paraíso no quinto dos infernos ou agradecer Deus pelo pão que o diabo amassou. Seja como for, o nó tático na Economia – é duro apontar a Bolívia como paradigma de salvação – talvez seja a grande obra de Evo Morales em 9 anos de governo.