Que Paulinho?

Tutty Vasques

28 de julho de 2009 | 06h45

Apesar de tratá-la publicamente como “Dilminha”, o ministro Paulo Bernardo não quer que a colega da Casa Civil o chame de “Paulinho” na frente dos outros.

Teme ser confundido com algum homônimo de Brasília.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: