Que situação!

Tutty Vasques

04 Agosto 2011 | 02h28

Os vereadores de São Paulo jogaram no colo do prefeito Gilberto Kassab a responsabilidade federal de vetar ou sancionar a criação do Dia do Orgulho Hétero.

Se detonar a data, o prefeito estará abraçando a causa homoafetiva!

Se negar fogo, dará força ao cinismo homofóbico.