Que vença o pior!

Que vença o pior!

Tutty Vasques

09 de setembro de 2009 | 17h21

reprodução

Chega a ser comovente o esforço de Oliver Stone para tirar de Michael Moore o prêmio Cretino de Ouro do Festival de Cinema de Veneza.

O consagrado cineasta americano apostou todas as suas fichas na construção do herói Hugo Chávez contra o documentário anticapitalista de Moore.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.