Quem gosta de frio é turista

Tutty Vasques

19 de julho de 2008 | 09h15

Se você também é completamente foca em matéria de militância ambiental, deve estar se perguntando por que diabos os pingüins estão trocando a boa e velha Patagônia por Ubatuba, Ipanema, Guarapari… Dia desses, chegou a Salvador um grupo animado da espécie ‘magalhães’ – homenagem ao Estreito de mesmo nome da família de políticos baianos – em busca de inverno mais ameno.

Faz sentido pra você a explicação de que a migração em massa acontece sob influência do fenômeno climático La Niña, que deixa a água do mar gelada demais no extremo sul do continente americano? Francamente, pingüins não gostam de frio, caramba? Não seriam eles as primeiras vítimas da elevação gradual da temperatura do planeta?

Desse jeito, os ‘magalhães’ – ô, raça! – ainda acabam desmoralizando a luta do homem contra o aquecimento global.

Texto publicado originalmente no caderno Metrópole, da edição de hoje do ‘Estado’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.