Reage PMDB!

Reage PMDB!

Tutty Vasques

28 Fevereiro 2009 | 10h52

ilustração pojucan

O que falta ainda dizer sobre o caráter político dos peemedebistas que já não disseram igual ou pior a respeito da capacidade de raciocínio das louras?! Fisiologismo, para elas, é pinto! Juiz de futebol também está acostumado a não dar bola que lhe chamem de ladrão, filho da mãe e o escambau, mas não lembro de outra raça, categoria ou cambada tão resignada ao esculacho quanto essa turma do PMDB depois que ficou por cima da carne-seca.

Ofensa genérica não é com eles. “Corruptos”, “quadrilheiros”, “inescrupulosos”, “golpistas” – eu, hein! Esse tipo de tratamento dispensado a toda hora ao coletivo da sigla não atinge a direção do PMDB, que já avisou: só dará relevo aos xingamentos quando surgir um “fato concreto” que fundamente o noticiário. Pela lógica do partido, toda loura-burra também pode exigir o ônus da prova, desde que, naturalmente, saiba o que é isso.

Texto publicado no caderno Cidades/Metrópole deste sábado, no ‘Estadão’.