Relaxa, vai!

Tutty Vasques

06 de outubro de 2013 | 06h23

Djavan pode estar se pronunciando em causa própria quando defende a legislação que proíbe biografias não autorizadas, mas se for para preservar o segredo do “mistério solitário da penugem” citado na letra de ‘Ferrugem’, francamente, ninguém liga mais para esse tipo de coisa super comum no meio artístico.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.