Sai que é sua, Deus!

Tutty Vasques

11 de maio de 2010 | 06h48

reprodução

reprodução

Galvão Bueno ainda espera por um milagre: “Que Deus ilumine Dunga nesta terça-feira!” – repetiu várias vezes durante a transmissão do GP da Espanha. O locutor passou a corrida de domingo torcendo descaradamente por Neymar e Ganso, mas, em sã consciência – coisa que nunca foi seu forte -, até ele sabe que as chances dos meninos do Santos na Seleção são as mesmas de Rubinho Barrichello no Mundial de pilotos.

Seria, cá pra nós, uma tremenda incoerência com a própria teimosia se Dunga atendesse às nossas preces por Ganso e Neymar ao anunciar hoje à tarde a lista de convocados para a Copa da África do Sul.

Só nos resta, pois, esperar por um milagre! Por que não? Se Deus é brasileiro, deve ter passado a noite tentando plantar naquela cabecinha dura a ideia de que, em nome da alegria do torcedor, não custa nada chamar os dois moleques para a grande festa do futebol mundial, ainda que isso contrarie a falsa seriedade com que o esporte vem sendo tratado no Brasil.

Depois que Ronaldo Fenômeno e Vanderlei Luxemburgo pediram o fim das brincadeiras dentro e fora das quatro linhas, sobrou para Deus a missão de convencer o Dunga – logo quem! – a resgatar um pouco da molecagem na Seleção. Não vai ser fácil, mas se você acredita em milagres…

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.