Santo de casa fez São Paulo!

Tutty Vasques

04 de abril de 2014 | 02h49

reproduçãoA expressão “santo de casa não faz milagre” acaba de ganhar uma versão literal no Brasil: canonizado pelo papa, José de Anchieta não tem milagres reconhecidos pela Igreja. Tá certo que São Paulo – a cidade que o jesuíta fundou – já é por si só um acontecimento inexplicável pelas leis naturais, mas o Vaticano não pensa assim.

Por essas e outras, causou uma certa apreensão na quarta-feira o adiamento da assinatura do decreto que ontem, finalmente, declarou santo o Apóstolo do Brasil. A postergação não foi explicada pela Santa Sé e, em Brasília, houve quem ameaçasse propor uma “CPI do Anchieta”! Bem fez d. Odilo Scherer que manteve o canto do ‘Te Deum’ na Catedral da Sé em ação de graças ao que só aconteceria no dia seguinte.

Chegaram a dizer anteontem no Pátio do Colégio que o papa só não teria sacramentado o Anchieta de véspera para não deixar a canonização cair no 1º de abril. Brasileiro é assim mesmo: não pode ler uma boa notícia que logo desconfia!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: