Se arrependimento matasse…

Tutty Vasques

27 de abril de 2009 | 00h01

Fernando Lugo confessou a um padre amigo que, desde a posse na Presidência do Paraguai, ele não pega ninguém.

Não à toa, de vez em quando bate uma saudade danada da batina.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.