Sem dó

Tutty Vasques

22 de setembro de 2010 | 00h02

Se pudessem negociar com os terroristas que ameaçam atacar alvos civis em Paris, os franceses entregariam, de cara, o presidente Sarkozy à fúria islâmica.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: