Sem preconceito

Tutty Vasques

25 de novembro de 2010 | 10h29

Não é de se estranhar a revelada tolerância de Pelé com a prática de um clube premiar jogadores de outro para endurecer partida contra um adversário comum.

O Rei aprova a “mala branca” desde o tempo em que namorava a Xuxa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: