Sem preconceito

Tutty Vasques

25 de abril de 2013 | 02h16

Considerado desde ontem “persona non grata” em João Pessoa sob acusação de chamar jogadores do Flamengo do Piauí de “paraíba”, Neymar aprendeu a lição:

Melhor tratar todo mundo logo como “baiano” pra evitar confusão!