Sem ter para onde fugir

Sem ter para onde fugir

Tutty Vasques

17 de novembro de 2009 | 12h07

reprodução

reprodução

O desespero começa a tomar conta dos seguidores de Manuel Zelaya na Embaixada Brasileira em Tegucigalpa.

Quando o presidente deposto de Honduras pega no violão, então, aí é um Deus nos acuda.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.