Sexo replicante

Tutty Vasques

22 de maio de 2010 | 20h29

reprodução

reprodução

A produção de uma forma de vida sintética em laboratório pode ser o estopim de uma revolução no mercado de bonecas infláveis.

No futuro, todas sairão de fábrica com genoma lubrificado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: