Sinceridade tem limites

Sinceridade tem limites

Tutty Vasques

22 de julho de 2008 | 06h34

reprodução

O boato de que Celso Amorim contaria em livro tudo sobre o Itamaraty deixou meio corpo diplomático brasileiro à beira de um ataque de nervos.

Bobagem!

O chanceler disse que, daqui pra frente, vai pensar melhor nas coisas que diz.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.