Todos juntos vamos…

Tutty Vasques

09 Dezembro 2013 | 00h01

reproduçãoA presidente Dilma vai aproveitar o funeral de Nelson Mandela para tentar juntar pela terceira vez nos últimos dois meses Lula, FHC, Sarney e Collor.

Nas outras duas tentativas – celebração dos 25 anos da Constituição e recepção dos restos mortais de João Goulart em Brasília –, o ex-presidente tucano apresentou atestado médico para declinar do convite.

Desta vez, no entanto, não tem como manter o apartheid.

Em respeito ao Madiba, vai ter que nesta segunda-feira aturar seus antecessores e sucessores por quase nove horas de voo até a África do Sul.