Toma que o filho é seu!

Tutty Vasques

14 de setembro de 2010 | 06h06

Como diz aquela letra super cabeça dos Titãs, “Família-ê, família-á, família!” Tem sempre um parente de alguém importante aprontando na política brasileira – repara só! Não à toa o povo elegeu Gilberto Kassab prefeito de SP quando soube que ele não era casado, nem filhos tinha. Não é nada, não é nada, são dois ou três a menos no governo a praticar o lobby como hobby. Ou seja, tem mais que perguntar mesmo: tem filhos, irmãos, ex-mulher, concunhado, netos?

         A Dilma ainda estava com o netinho no braço – presumo que o esquerdo – quando lhe jogaram o filho de seu “braço direito” no colo. Susto maior foi de quem, como nós, nem sabia que a ministra Erenice Guerra não só era mãe, como tinha irmã, irmão e o escambau! Faltou uma Marta Suplicy da vida para perguntar.

         O eleitor, também, parece que não quer saber! A maioria nem desconfia, por exemplo, se o Tiririca tem – ou não! – família grande. Depois reclama dos cunhados e primos que uns e outros levam pra Brasília. A imprensa, por sua vez, não ajuda! Há dias esmiúça a parentada da Erenice Guerra sem responder à pergunta que não quer calar: ela é casada? Ninguém, pelo menos até agora, falou de um suposto marido no esquema.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: