Três dias sem parar!

Tutty Vasques

12 Outubro 2012 | 06h02

ilustração pojucanSe você não entrou na pilha de acordar cedo para aproveitar o feriadão em algum lugar mais respirável que São Paulo, não saia da cama ainda!

Tente ouvir o barulhinho da rua! Sabe quando os carros passam na velocidade do som da borracha dos pneus zunindo no asfalto molhado? Schiuuu, schiuuu, schiuuu…!

Só para ter certeza, confira pela fresta da cortina se há gotas escorrendo pelo vidro da janela! Agora sim: bom dia! Salvo engano dos técnicos em meteorologia – ô, raça! –, está chovendo lá fora, graças a Deus!

Respira fundo! Sentiu? Junto com a chuva e a temperatura, está caindo em 2,1 milhões o número de veículos circulando na cidade, combinação de fatores ambientais que transforma o fim de semana prolongado quase perfeito na capital.

Pode parecer despeito de quem não viajou ficar aqui cantando “tomara que chova três dias sem parar”, mas quem pegou a estrada em busca de sol nas praias não sabe o que está perdendo.

Melhor nem contar vantagens quando o pessoal voltar na segunda-feira junto com o verão, os engarrafamentos, a poluição, a propaganda eleitoral na TV…

Volta pra cama, vai! Escuta só a chuva! Tem coisa melhor?