Tudo a ver

Tutty Vasques

28 de agosto de 2013 | 13h27

reproduçãoCom o ataque iminente à Síria dependendo tão somente de uma decisão dos aliados EUA, França e Grã-Bretanha, salta aos olhos do mundo a farsa do Conselho de Segurança da ONU.

Não à toa, o Brasil pleiteia um assento permanente nesse troço.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.