Viva a antropologia

Tutty Vasques

13 de julho de 2009 | 02h31

Pingue-pongue entre o jornalista Luciano Trigo, do portal G1, e o antropólogo Roberto DaMatta, que me dá a honra de ser seu colega aqui no ‘Estadão’:

Luciano: O que teria a dizer sobre a erotização permanente do corpo feminino no Brasil, da multiplicação de mulheres melancia, moranguinho, maçã, jaca, melão, caviar, filé etc?

DaMatta: Acho do cacete.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: