Você acredita em supervovó?

Tutty Vasques

10 de fevereiro de 2011 | 06h25

fhsdEu desconfio! Toda vez que as mídias eletrônicas repercutem exaustivamente flagrantes em vídeo de cenas urbanas inacreditáveis, sempre protagonizadas por desconhecidos em locais remotos, penso logo em armação para bombar na internet. Sucesso nos telejornais do final de 2009, a sequência da mãe que, distraída numa gare de Melbourne, na Austrália, não percebe o deslizar do carrinho de seu bebê para os trilhos do trem – e ele lá vinha, lembra? -, virou um clássico na web.

Na mesma linha ‘acredite se quiser’, estourou esta semana nas telas do mundo os 15 segundos de fúria de uma velhinha de Northampton, na Inglaterra. A dona enfrenta sozinha no meio da rua, a bolsadas, seis assaltantes que tentavam invadir uma joalheria no centro da cidade. Momentos de pânico: os bandidos fogem apavorados! Dois deles caem de moto e são detidos por populares. A heroína sai ilesa!

Eu desconfio, mas gosto do final feliz que caracteriza o gênero. A exemplo da supervovó de Northampton, o bebê atropelado pelo trem de Melbourne nada sofreu. Até porque, se for mesmo uma pegadinha, não faz sentido machucar ninguém, né?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.