40 idosos com deficiência estão sozinhos em casa de repouso na Ucrânia

40 idosos com deficiência estão sozinhos em casa de repouso na Ucrânia

Área está sob bombardeio. Em relato exclusivo ao blog Vencer Limites, diretor da instituição conta que equipe retirou quem consegue andar e tenta voltar ao local.

Luiz Alexandre Souza Ventura

11 de março de 2022 | 12h28

Foto de uma casa no meio de uma área verde. O local está coberto de neve.

Casa fica em Bucha, na região de Kiev. Foto: Reprodução.


O diretor da casa de repouso ‘Vida Confortável’ (Комфортная Жизнь), em Bucha, na região de Kiev, capital da Ucrânia, tenta salvar 40 idosos com deficiência que permanecem sozinhos no local. Em relato exclusivo ao blog Vencer Limites, Igor Kovalenko conta que, nesta sexta-feira, 11, a área foi atacada por tropas russas.

“Casas vizinhas foram fortemente bombardeadas. Nossa equipe retirou quem consegue andar, mas os outros ficaram sozinhos”, diz Kovalenko, que atua desde o começo da guerra para retirar os idosos da instituição e não consegue voltar ao local.

O espaço cuida de idosos com deficiência visual, doença de Alzheimer, demência, doença de Parkinson, sequelas de AVCs e outras condições, além de prover tratamento e reabilitação.

Segundo dados oficiais, a Ucrânia tem aproximadamente 2,7 milhões de habitantes com deficiência. Recusos de acessibilidade são escassos e a maior parte dessa população está abandonada em suas próprias residências e também em instituições, internatos e hospitais.

Há diversos relatos de pessoas com deficiência e familiares vivendo em banheiros ou em porões por causa da guerra e, mesmo com a atuação de entidades internacionais, não há uma quantidade oficial de pessoas com deficiência retitradas dos país.

Ações das organizações do setor conseguiram contabilizar menos de mil pessoas com deficiência transportadas até as fronteiras.


LEIA MAIS:

Pessoas com deficiência estão em porões na Ucrânia, sem água, comida e remédios

Ucrânia é potência paralímpica que tem população com deficiência invisível

Jornalistas resgatam alunos surdos após bombardeio a escola na Ucrânia

Mulheres com e sem deficiência na Ucrânia

Crianças com deficiências severas permanecem em hospital sob forte bombardeio na Ucrânia

Sem acessibilidade, resgates na Ucrânia não incluem pessoas com deficiência

“Tropas russas capturam pessoas com deficiência e usam como escudo humano”

“Pessoas com deficiência estão morrendo na Ucrânia sem chance de defesa”

Diretoras de dois orfanatos salvam crianças com deficiência durante bombardeios na Ucrânia

Sanções à Rússia bloqueiam recursos de instituições que cuidam de pessoas com deficiência na Ucrânia

Mulheres com deficiência fazem coquetéis molotov na Ucrânia

ONG consegue levar 35 pessoas com deficiência da Ucrânia para a Polônia

“Guerra pode dizimar a população com deficiência da Ucrânia”

“Guerra expõe antipatia da Ucrânia à população com deficiência”, diz Accessibility.com

Ator alemão lidera ação para resgatar pessoas com deficiência na Ucrânia

Pessoas com deficiência estão presas em Kiev

Guerra na Ucrânia já provoca abandono de pessoas com deficiência intelectual

“Situação das pessoas com deficiência na Ucrânia é terrível”, diz Fórum Europeu da Deficiência

ONU prevê deslocamento de 225 mil pessoas com deficiência na Ucrânia



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.