“A inclusão na Saúde é o nosso maior desafio”, diz Geraldo Alckmin

“A inclusão na Saúde é o nosso maior desafio”, diz Geraldo Alckmin

Em entrevista exclusiva ao blog Vencer Limites sobre a situação da pessoa com deficiência em SP, governador reconhece os problemas de acessibilidade que ainda existem no Estado e destaca as ações positivas do governo paulista.

Luiz Alexandre Souza Ventura

23 Outubro 2015 | 14h48

“Precisamos garantir a qualidade do atendimento para todos”, diz Alckmin. Foto: blog Vencer Limites

———-

A sociedade precisa ter uma visão ampla, geral, sobre os direitos das pessoas com deficiência, desde a educação, a qualificação para o trabalho, a acessibilidade, saúde, o mercado de trabalho e outros setores, disse nesta seta-feira, 23, o governador de SP, Geraldo Alckmin, em entrevista exclusiva ao blog Vencer Limites sobre ações do governo paulista voltadas às pessoas com deficiência. “O grande desafio atual de inclusão está na Saúde. Nós precisamos garantir a qualidade do atendimento para todos”, reconhece Alckmin.

“Deficiência não é doença”

Para o governador, um dos principais destaque positivos do Estado é a Rede Lucy Montoro. “Não há no Brasil algo com o mesmo nível de qualidade, atendendo gratuitamente a população”, diz o governador. Alckmin também ressaltou os recursos de acessibilidade nas estações do metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), além de escolas e hospitais. “E claro que sempre há mais por fazer”, diz.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Prêmio Rui Bianchi – O governador de SP também avaliou a importância do ‘Prêmio de Jornalismo Rui Bianchi’, exclusivo para reportagens feitas por estudantes sobre pessoas com deficiência, que teve as inscrições prorrogadas até o dia 16 de novembro. “É importante a existência de uma boa imprensa, que tem um papel fundamental na abordagem e no diálogo sobre as pessoas com deficiência. O prêmio é um reconhecimento, um estímulo ao bom trabalho e uma emulação (sentimento que leva o indivíduo a tentar igualar-se a ou a superar outra pessoa, de forma saudável, sem violência)”.

———-

Mais conteúdo sobre:

Geraldo Alckmin