“A rotina é importantíssima no desenvolvimento da criança”

“A rotina é importantíssima no desenvolvimento da criança”

Terapeuta ocupacional, um dos criadores do aplicativo 'Minha Rotina Especial', afirma que a criança autônoma e mais participativa se desenvolve melhor na escola, aprende melhor, tem mais segurança e explora melhor suas habilidades.

Luiz Alexandre Souza Ventura

05 Outubro 2015 | 13h23

———-

“Todas as crianças aprendem no dia a dia, brincando, participando das atividades de vida diária, em casa, na escola, em diversos ambientes. No caso de uma criança com deficiência, esse aprendizado, muitas vezes, precisa de orientações e um acompanhamento especializado”, afirma o terapeuta ocupacional Régis Nepomuceno.

Especialista em inclusão e reabilitação infantil, Nepomuceno é um dos criadores do aplicativo Minha Rotina Especial, que permite organizar atividades, etapa por etapa, com visualização fácil e ferramentas de controle (para pais e profissionais). A ideia é facilitar a relação entre escola, família, profissionais e a reabilitação.

Para o terapeuta, a rotina tem um papel importantíssimo e pouco explorado no desenvolvimento cognitivo infantil. “Uma criança mais autônoma e mais participativa também se desenvolve melhor na escola, aprende melhor, tem mais segurança e explora melhor suas habilidades”, diz o especialista. “Ir ao supermercado, brincar com outras crianças, participar das tarefas, tudo tem um papel importante. Claro que devemos considerar as dificuldades de cada criança, para saber se ela precisa de auxílio ou orientação, mas é preciso que todas as crianças participem da rotina”.

Em formato de agenda, de forma lúdica e fácil compreensão, o aplicativo mostra as etapas de cada atividade. É posspivel incluir fotos reais e gravar áudios, para organizar as ações diária. “Isso favorece a criação de vínculos e a compreensão e maior planejamento e participação em cada atividade proposta, a partir do próprio reconhecimento nas imagens”, afirma Régis Nepomuceno

O software gera relatórios das atividades para escola, terapeutas e familiares trabalharem juntos no processo de desenvolvimento da criança. “É um grande desafio integrar informações, estabelecer objetivos e propor tarefas pertinentes à cada etapa ou desenvolvimento da criança”, explica Nepomuceno, que também é um dos sócios da sócio da ‘Inclusão Eficiente’.

“É fundamental entender em quais momentos a criança fica insegura, quando precisa de mais ajuda, qual a melhor forma de auxiliá-la e permitir que ela continue aprendendo”, conclui o terapeuta.

———-

Mais conteúdo sobre:

Educação