‘Abril Marrom’ para prevenção da cegueira

‘Abril Marrom’ para prevenção da cegueira

São Paulo recebe neste mês uma série de fóruns sobre diagnósticos e tratamentos para evitar vícios de refração, catarata, retinopatia diabética, glaucoma, degeneração macular e outras patologias oculares.

Luiz Alexandre Souza Ventura

01 Abril 2016 | 11h12

São Paulo tem 53 mil cidadãos cegos, segundo o IBGE (Reprodução)

São Paulo tem 53 mil cidadãos cegos, segundo o IBGE (Reprodução)

———-

A cidade de São Paulo recebe neste mês uma série de fóruns de discussões, com a participação de gestores públicos, médicos e cidadãos, para conscientizar a população para a prevenção da cegueira. Serão abordados, diagnósticos e tratamentos precoces, para prevenção de vícios de refração, catarata, retinopatia diabética, glaucoma, degeneração macular e outros problemas oculares.

No final dos encontros, os especialistas e representantes públicos da área de saúde vão apresentar um documento com propostas para reduzir a incidência da cegueira na capital paulista. Segundo o Censo 2010 do IBGE, São Paulo aproximadamente 2,3 milhões de pessoas com deficiência visual. E 53 mil são cegas.

Para tentar reduzir essas estatísticas foi criado o ‘Abril Marrom’, mês de conscientização da população para a prevenção da cegueira.

Anatomia do olho humano (Reprodução)

Anatomia do olho humano (Reprodução)

“Cerca de 60% das doenças oculares que causam cegueiras são tratáveis. Se a pessoa tivesse chance de um diagnóstico e um tratamento precoce, ela poderia não estar cega”, diz o oftalmologista e ex-presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Suel Abujamra. “As doenças caminham silenciosamente e as pessoas só procuram o médico quando já perderam parte da visão. Neste momento, o problema já está em estado avançado e os resultados nem sempre recuperam a visão. A população precisa ficar alerta e querer se cuidar. É preciso procurar o oftalmologista para fazer exames e detectar possíveis doenças”, afirma o especialista.

Diabéticos, crianças, adultos acima de 40 anos e idosos acima de 60 anos devem ter ainda maior atenção aos cuidados com a visão. Abujamra ressalta que 85% da nossa comunicação com o mundo exterior se dá através dos olhos. “Eles são um patrimônio muito precioso, mas não são tratados com a devida atenção. Isso precisa mudar”.

Os fóruns para o público em geral serão realizados nos dias 8 e 15 de abril. O encerramento do ‘Abril Marrom’, no dia 29, terá um fórum técnicas para médicos e especialistas.

SERVIÇO:

Fórum de discussões sobre a Prevenção da Cegueira
Endereço: Museu Afro Brasil (Teatro Ruth de Souza) – Av. Pedro Álvares Cabral s/n Parque Ibirapuera – Portão 10 – São Paulo – SP
Data: 08/04 e 15/04
Horário: 14h às 17h
Aberto ao público

Evento: Fórum de discussões técnicas
Endereço: Museu Afro Brasil (Teatro Ruth de Souza) – Av. Pedro Álvares Cabral s/n Parque Ibirapuera – Portão 10 – São Paulo – SP
Data: 29/04
Horário: 14h às 17h
Participantes: Médicos e gestores públicos

———-

Mais conteúdo sobre:

Deficiência Visual