Anne Sullivan e Helen Keller

Luiz Alexandre Souza Ventura

08 de abril de 2014 | 12h28

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Helen Keller foi escritora, conferecista e ativista. Desenvolveu um extenso trabalho em defesa das pessoas com deficiência. Era formada em filosofia pelo Radcliffe College. Recebeu diversos títulos e prêmios de instituições, como a Universidade de Harvard (EUA). Foi nomeada Cavaleiro da Legião de Honra, na França, e condecorada com a Ordem do Tesouro da Felicidade Sagrada, no Japão. Recebeu homenagens na Alemanha, Índia e África do Sul. No Brasil, foi agraciada com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul. Além disso, foi membro honorário de várias sociedades científicas e organizações filantrópicas nos cinco continentes.

Helen Keller nasceu no final do século 19 no sul dos Estados Unidos e, com menos de dois anos, ficou cega e surda. Sem compreender qualquer tipo de linguagem, foi mantida isolada pelos pais até o sete anos. A partir da chegada da professora Anne Sullivan, criadora de um método revolucionário de ensino, a vida de Helen foi transformada. E essa transformação é contada, no palco, até o dia 27 de abril, pela companhia internacional de teatro Arte Livre.

O espetáculo ‘Anne Sullivan e Helen Keller – A luta pela inclusão social’ está em cartaz no Teatro Maria Della Costa, em São Paulo. “A peça tem elementos especiais, para o espectador ‘sentir na pele’ a vida de Helen. Ele não irá apenas assistir, mas sentir a história”, explica Roberto Cordovani, que fez a adaptação do texto e assina a direção.

Após o fim da temporada em São Paulo, o grupo segue para Lisboa (Portugal) e Santiago de Compostela (Espanha). Apresentações na sextas-feira (21h), com intérpretes em Libras, sábados (21h30) e domingo (18h), com audiodescrição.

SERVIÇO:
Anne Sullivan e Helen Keller – A luta pela inclusão social
De 21 de março a 27 de abril
– Sexta-feira – 21h, com intérpretes em Libra
– Sàbado – 21h30
– Domingo, 18h, com audiodescrição
Teatro Maria Della Costa – Rua Paim, 72 – Bela Vista – São Paulo/SP (370 lugares)
Valores:
– R$ 50 (inteira)
– R$ 25 (meia) – sexta-feira e domingo
– R$ 60 (inteira)
– R$ 30 (meia) – sábados

FICHA TÉCNINA
Adaptação e direção: Roberto Cordovani
Elenco: Bruno Portela, Eduardo Fonseca, Gabriela Teles, Nina Mancin e Roberto Cordovani
Duração: 90 minutos
Classificação: maiores de 10 anos

Tudo o que sabemos sobre:

Anne SullivanHelen Keller

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: