30 anos no futuro: a luta de Michael J. Fox contra o Mal de Parkinson

30 anos no futuro: a luta de Michael J. Fox contra o Mal de Parkinson

Ator aproveita o 'Back To The Future Day' para incentivar as pesquisas em busca de uma cura para esta e outras doenças neurológicas.

Luiz Alexandre Souza Ventura

21 Outubro 2015 | 14h55

———-

Hoje, 21 de outubro de 2015, é o ‘Back To The Future Day’, data na qual, no filme ‘De Volta para o Futuro 2’, os personagens Marty McFly e Doc Brown viajam 30 anos para o futuro. A data é comemorada por milhões de fãs da trilogia, mas surge também como uma oportunidade para ampliar a reflexão sobre as doenças do cérebro e do sistema neurológico.

Em 1998, o ator Michael J. Fox, protagonista dos filmes, revelou sua batalha contra a Doença de Parkinson e, para ampliar as pesquisas na busca por uma cura para a doença, criou a ‘The Michael J. Fox Foundation’.

Em uma das várias atividades criadas para incentivar a participação popular, Fox foi convidado pelo governo dos EUA a escrever um artigo no qual defende o trabalho de “pessoas inteligentes e apaixonadas” e pergunta “quais as possibilidades para os próximos 30 anos?”.

O texto foi enviado por e-mail a milhões de pessoas cadastradas na página ‘WhiteHouse.gov’ com um link para o site da fundação que leva o nome do ator, onde outra reflexão está publicada. Abaixo, você encontra uma cópia do e-mail e, na sequência, uma tradução livre que fiz do texto, mas vale você também visitar o site da ‘The Michael J. Fox Foundation’, que serve de exemplo para personalidades e instituições aqui do Brasil.

 

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

———-

“Percorremos um longo caminho desde 1985

Quando Marty McFly e Doc Brown viajaram 30 anos paro o futuro, nós poderíamos somente imaginar as inovações que conquitamos hoje, novas ideias que mudaram completamente a forma como vivemos, aprendemos e trabalhamos.

Voltando para aqueles dias, se você me dissesse que eu conversaria por meio de um telefone com tecnologia celular, eu jamais acreditaria. Mas hoje, a ‘The Michael J. Fox Foundation’ tem ajudado a angariar recursos que colaboram para nos aproximar de um futuro no qual poderemos tratar e curar, até mesmo prevenir doenças cerebrais como a Doença de Parkinson.

Então, quais as possibilidades para os próximos 30 anos? Pode me chamar de otimista, mas eu acredito que, em 2045, encontraremos a cura que procuramos, principalmente por causa de todas as pessoas inteligentes e apaixonadas que trabalham para que isso aconteça. Médicos e pesquisadores em todo o mundo desenvolvem novas ferramentas para aprimorar diagnósticos e tratamentos de doenças do cérebro, para adaptar tratamentos a todas as doenças, por meio da precisão médica, e para melhorar a vida de milhões de pessoas. Este é verdadeiramente o mecanismo do futuro.

Hoje, no ‘Back To The Future Day’, eu desafio você a imaginar o mundo no qual você quer viver daqui 30 anos. A Casa Branca mantém uma série de debates online com inovadores de todo o país (EUA) durante todo o dia. Clique aqui e participe.

Não somos todos cientistas que pesquisam o cérebro, mas todos nós podemos nos envolver nessa causa. Um das razões das pesquisas sobre a Doença de Parkinson ter evoluído de forma tão acelerada nos últimos 15 anos é que pessoas que convivem com a doença e seus familiares têm atuado intensamente como defensores e pesquisadores, trabalhando para construir o futuro que todos nós queremos.

Juntos, transformaremos as doenças neurológicas em coisas do passado.

E se, eventualmente, criarmos hoverboards (skates flutuantes), bem, isso será um bônus.

Michael J. Fox”

———-