BASF treina pessoas com deficiência em desenvolvimento de software

BASF treina pessoas com deficiência em desenvolvimento de software

Curso gratuito recebe inscrições de todo o País. São 50 vagas para candidatos acima de 20 anos. Interessados precisam apresentar laudo. Selecionados terão aulas online da linguagem Phyton. Projeto é feito em parceria com a Gama Academy.

Luiz Alexandre Souza Ventura

15 de setembro de 2021 | 17h36

Ilustração de uma pessoa em cadeira de rodas usando um computador.

Cadastro é feito pela página do projeto. Crédito: Reprodução.


A BASF recebe inscrições de pessoas com deficiência até de 19 setembro para um treinamento gratuito em desenvolvimento de software.

O projeto Diversitech Academy, em parceria com a Gama Academy, tem 50 vagas para candidatos acima de 20 anos. É necessário experiência no setor.

Interessados precisam apresentar laudo com a descrição da deficiência. O cadastro é feito pela página do projeto (clique aqui).

Os selecionados que vão ter aulas online, entre 28/09 e 22/10, de Phyton, linguagem de programação multiplataforma que permite desenvolver aplicações para games, desktops, web e dispositivos móveis, usada por empresas como Instagram, Netflix, Spotify, Reddit, Facebook e Google.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.