Adolescentes que engaram menino autista nos EUA querem pedir desculpas, diz advogado

Adolescentes que engaram menino autista nos EUA querem pedir desculpas, diz advogado

Segundo o representante, os suspeitos "não têm conhecimento suficiente para saber quando uma pessoa tem deficiências e estão muito tristes com o ocorrido".

Luiz Alexandre Souza Ventura

12 de setembro de 2014 | 14h12

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

O advogado de um dos cinco adolescentes suspeitos de enganar um menino autista em Bay Village (EUA), no desafio do balde de gelo, disse que o grupo quer pedir desculpas à vítima e sua família. Segundo o representante, os suspeitos “não têm conhecimento suficiente para saber quando uma pessoa tem deficiências e estão muito tristes com o ocorrido”.

Sem revelar nomes, o advogado explicou que os garotos fizeram brincadeiras, uns com os outros, durante todo o verão. Ele ressalta que o garoto desafiado, que tem 15 anos, participou de diversos trotes e, em um deles, permitiu ao colegas que o amarrasem a um poste com fita adesiva.

Para o advogado da família da vítima, não há possibilidade de dúvida sobre a condição do menino (estabelecido pelos médicos como autismo moderado). Os familiares não se pronunciaram sobre o possível pedido de desculpas

O caso – A policia de Bay Village (EUA) divulgou na quarta-feira, 10, que cinco adolescentes, com idade entre 14 e 17 anos, trocaram água por cuspe, urina e outros dejetos, no desafio. O chefe de polícia da cidade, Mark Spaetzel, ressaltou que a investigação sobre o caso não está concluída e afirmou que, embora tenha sido amplamente divulgado até agora, o uso de fezes no falso desafio não está confirmado. Spaetzel espera completar a apuração nesta semana e apresentar as informações ao promotor público na próxima. Na segunda-feira, 8, ele disse que a investigação segue com muita cautela.

Celebridades – Após a divulgação do caso, o ator e comediante Drew Carey publicou no Twitter uma mensagem oferecendo US$ 10 mil à polícia. “Se o departamento de polícia de Bay Village quiser começar uma arrecadação de recursos para descobrir quem fez isso, me procurem. Doarei $10k”. A também atriz e comediante Jenny McCarthy, que tem um filho autista, escreveu livros sobre maternidade e se tornou ativista, apoiou a atitude de Carey e se manifestou pelo Twitter. “Estou me juntando a Drew Carey com $10k para encontrar os agressores responsáveis por essa horrível brincadeira. Agora, são 20 mil”, finalizou McCarthy, usando a hashtag #justice.

Drew Carey disse ainda que está em contato com os parentes do garoto enganado e que aguarda resposta da família para fazer uma doação. “Eles estão avaliando de que forma podem tratar as doações que foram oferecidas. Desejo o melhor e aguardo uma resposta”, escreveu o comediante no Twitter.

Imagens: Reprodução/Twitter.com/DrewFromTV

A família do jovem agredido pediu punição aos envolvidos (veja a reportagem).

Tudo o que sabemos sobre:

Desafio do Balde de Gelo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: