Brasil deve ter a segunda clínica-escola pública para autistas em 2016

Brasil deve ter a segunda clínica-escola pública para autistas em 2016

Prefeitura de Santos, no litoral sul de São Paulo, quer implementar projeto no primeiro trimestre do próximo ano. Modelo semelhante, único do tipo no País, funciona em Itaboraí (RJ).

Luiz Alexandre Souza Ventura

17 de dezembro de 2015 | 10h23

Prefeito de Santos (centro) quer implementar projeto em 2016 (Divulgação)

Prefeito de Santos (centro) quer implementar projeto em 2016 (Divulgação)

———-

A cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo, deve ter uma clínica-escola pública para pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) ainda no primeiro trimestre de 2016. Esse é objetivo do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), que recebeu nesta quarta-feira, 16, representantes do Grupo Acolhe Autismo Santos e também o vereador Hugo Duppre (PSDB), autor do projeto.

A unidade, segunda do tipo em todo o Brasil, será instalada em um edifício próprio, que está em fase final de construção na zona noroeste da cidade, para atender pessoas em reabilitação física. De acordo com o prefeito, a estrutura já está pronta.

Símbolo internacional do autismo (Divulgação)

Símbolo internacional do autismo (Divulgação)

Presentes na reunião, os secretários municipais de Saúde e Educação confirmaram a intenção de fazer, no começo do ano, a triagem para que funcionários públicos interessados em atuar no projeto se apresentem. Também será formalizada uma parceria com o Grupo Acolhe Autismo de Santos, que terá participação plena na implementação, com aplicação de metodologia aos servidores.

O projeto foi aprovado na Câmara em novembro. Será a primeira clínica-escola pública especializada no atendimento ao autista em todo o Estado de SP. E a segunda no Brasil. A única em funcionamento no País atualmente está em Itaboraí (RJ).

“É um grande avanço oferecer ensino individualizado aos autistas e também potencializar a socialização desses cidadãos, além de aprimorar tratamentos, formar e capacitar profissionais”, afirma Hugo Duppre.

Unidade de Itaboraí (RJ) é única no País (Divulgação)

Unidade de Itaboraí (RJ) é única no País (Divulgação)

———-

Tudo o que sabemos sobre:

Autismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.