Documentarista busca financiamento para filme sobre paralisia cerebral

Documentarista busca financiamento para filme sobre paralisia cerebral

Daniel Gonçalves já produziu o curta 'Como Seria?', que conta sua história. Vídeo teve mais de 27 mil visualizações no YouTube. Em novo trabalho, ele quer saber mais sobre diagnósticos e ampliar a reflexão.

Luiz Alexandre Souza Ventura

26 Maio 2015 | 11h59

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Campanha está no site http://benfeitoria.com/comoseria. Imagem: Reprodução.

Campanha está no site http://benfeitoria.com/comoseria. Imagem: Reprodução.

Muitas campanhas de financiamento coletivo circulam pela internet. Algumas têm objetivos questionáveis e exigem uma reavaliação de sua real importância. Outras merecem muito a nossa atenção. Entre tantas que podemos (ou devemos) apoiar está a produção do filme ‘Como Seria?’ do jornalista e documentarista Daniel de Castro Gonçalves, que tem paralisia cerebral. Sua história foi contada neste blog no ano passado. Agora, ele quer ampliar o leque de informações e provocar uma ou mais reflexões.

“A ideia do novo filme surgiu a partir de um curta de três minutos que fiz para um concurso de vídeos inspiradores do YouTube. Não ganhei, mas o vídeo teve mais de 27 mil visualizações em um ano. Nele, eu tento imaginar a minha vida sem a paralisia cerebral que afeta minha coordenação motora. O filme, que por enquanto também vai se chamar Como Seria?, é em primeira pessoa”, diz Daniel.

Ele explica que o novo trabalho centraliza a atenção no diagnóstico sobre o que causou sua deficiência. “Através de imagens de arquivo da família, de reportagens feitas comigo nos últimos anos, de cenas de meu primeiro curta-metragem, vamos passear por momentos, histórias e reflexões. O documentário também vai abordar por temas como infância, reabilitação, escolas, faculdade, adolescência, família, terapeutas, amigos, paixões, mulheres, Rio, Barra Mansa, escalada, esportes, edição, TV, cinema, ficção e documentário”.

A campanha está no site Benfeitoria e pretende arrecadar R$ 40 mil até o dia 5 de julho. Até agora, já atingiu R$ 11 mil, o que representa 28% da meta. Além do apoio em dinheiro (que começa em R$ 10 e vai até R$ 2.500 ou mais), também é possível ajudar de outras formas que não envolvem pagamento, como aumentar a divulgação da campanha.

Saiba mais aqui: http://benfeitoria.com/comoseria.

Mais conteúdo sobre:

Paralisia Cerebral