Construção colaborativa para pessoas com deficiência

Construção colaborativa para pessoas com deficiência

Projeto 'COlabora' aprova três projetos de muletas funcionais, com redução dos impactos socioambientais.

Luiz Alexandre Souza Ventura

30 Outubro 2015 | 16h34

Foto: Divulgação

Muletas sustentáveis foram apresentadas no COlabora

———-

Uma competição que amplia conhecimento, aprimora relações pessoais, incentiva a superação de obstáculos e beneficia pessoas com deficiência. O projeto ‘COlabora’, da Mercur, reúne todas essas qualidades e tem como meta a construção de soluções relevantes para a vida das pessoas.

Durante alguns meses, nove grupos – Apoio Sustentável, Cusco Studio, DEAR, Integração, Mobiliza, Muleve, Plástico IFRS, TIL e Uni Design – visitaram o Laboratório de Inovação Social, mantido pela empresa. A meta era a criação de muletas funcionais, com redução de impactos socioambientais.

Foram escolhidos os projetos do Cusco Studio (que substituiu o alumínio por materiais sustentáveis, renováveis ou com maior facilidade de acesso e ou utilização), do Integração (que usou tubos de papelão como alternativa ao alumínio) e TIL (que criou a ‘Bambuleta’, feita de bambu, com kits de montagem para uso como muleta axilar ou muleta canadense.

O ‘COlabora’ começou em março e passou por duas fases distintas. A ‘Fase das Ideias’, finalizada em maio, e a ‘Fase dos Projetos’, concluída em 24 de outubro.

Foto: Divulgação

COlabora escolheu três projetos

Também foram apresentados os projetos:
– Apoio Sustentável: muleta modular de Politereftalato de Etileno, que pode ser reciclada.
– Projeto Muleta Modular Dobrável 4U: produto modular diferenciado e acompanhado de acessórios.
– SMARTCANE: bengala inteligente, do tipo canadense, que reduz o peso suportado pelas pernas e aumenta a estabilidade na postura, melhorando independência na locomoção.
– Motriz: possibilidades de melhorias, como aumentar a praticidade e a mobilidade da muleta a ser proposta.
– Muleve: eliminação do uso do alumínio de todas as partes da muleta, buscando reduzir o esforço físico e o cansaço do usuário, além de utilizar um polímero especifica.
– Muleta ecológica: desenvolvimento de uma nova matéria-prima para substituição do tubo de alumínio, com o objetivo de redução do peso e a possibilidade de variação da estética visual.
– Uni Crutch: utilização de matérias-primas recicladas, ainda não utilizadas no mercado, aliadas ao design diferenciado, mais limpo, funcional e com um novo sistema de ajuste de altura da muleta.

———-

———-

Mais conteúdo sobre:

COlaboraMercurMuletas