Contos de fadas para crianças com deficiência visual

Contos de fadas para crianças com deficiência visual

Fundação Dorina lança coleção que reúne clássicos da literatura infantil, como 'Chapeuzinho Vermelho', 'Branca de Neve', 'Bela Adormecida', 'Cinderela', 'João e Maria', 'Os Três Porquinhos', 'Peter Pan', 'Pinóquio', 'Robin Hood' e 'Rapunzel', com audiodescrição, impressos em braille e fonte ampliada, com relevos nas imagens e cores vibrantes.

Luiz Alexandre Souza Ventura

27 de fevereiro de 2015 | 12h18

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Coleção Clássicos Acessíveis reúne 'Chapeuzinho Vermelho', 'Branca de Neve', 'Bela Adormecida', 'Cinderela', 'João e Maria', 'Os Três Porquinhos', 'Peter Pan', 'Pinóquio', 'Robin Hood' e 'Rapunzel', todos com audiodescrição, impressos em braille e fonte ampliada, com relevos nas imagens e cores vibrantes. Imagem: Divulgação

Coleção Clássicos Acessíveis reúne ‘Chapeuzinho Vermelho’, ‘Branca de Neve’, ‘Bela Adormecida’, ‘Cinderela’, ‘João e Maria’, ‘Os Três Porquinhos’, ‘Peter Pan’, ‘Pinóquio’, ‘Robin Hood’ e ‘Rapunzel’. Foto: Divulgação

Infância e imaginação combinam, estão unidas. Cada criança tem sua forma única de entender e descrever as histórias da vida. E a literatura amplia esse universo, ajuda a criar personagens, a estabelecer relações, a compreender conceitos.

Na era da tecnologia, dos tablets e smartphones, das redes sociais, aquela conhecida reunião familiar antes de dormir, quando pai e mãe contam histórias aos filhos, com livros em mãos, ganhou novos formatos, mas ainda é fundamental para criar vínculos e incentivar o pensamento.

Para pessoas com deficiência, durante muito tempo, a literatura era algo distante, inacessível, desconhecido, somente porque não havia publicações em versões específicas. Essa realidade tem se transformado para melhor, resultado do esforço de instituições como a Fundação Dorina, que lançou uma coleção de contos de fadas em versão para crianças com deficiência visual.

Livros têm todos com audiodescrição, são impressos em braille e fonte ampliada, com relevos nas imagens e cores vibrantes. Foto: Divulgação

Livros têm todos com audiodescrição, são impressos em braille e fonte ampliada, com relevos nas imagens e cores vibrantes. Foto: Divulgação

Criada para comemorar os 69 anos da fundação, a coleção Clássicos Acessíveis reúne ‘Chapeuzinho Vermelho’, ‘Branca de Neve’, ‘Bela Adormecida’, ‘Cinderela’, ‘João e Maria’, ‘Os Três Porquinhos’, ‘Peter Pan’, ‘Pinóquio’, ‘Robin Hood’ e ‘Rapunzel’, todos com audiodescrição, impressos em braille e fonte ampliada, com relevos nas imagens e cores vibrantes.

São três mil unidades distribuídas, de graça, em bibliotecas, escolas públicas e instituições que atuam com o público com deficiência visual. Cada kit tem dez exemplares, acompanhados por um CD com e sem audiodescrição. Também será possível comprar os livros no site da Fundação Dorina e no Dona Dorina Outlet.

Audiodescrição de ‘Chapeuzinho Vermelho’

Audiodescrição de ‘Cinderela’

O projeto tem apoio do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), em parceria com Cielo, Azul Linhas Aéreas, Innova, Magazine Luiza, Alupar & Cemig, Kraton, Concessionária de Rodovias TEBE, Isapa, Faber-Castell, CRS Brands, Unifi do Brasil, Mineração Jundu, Planservi Engenharia e Bandeirantes Logística Integrada. Realização e iniciativa são da Fundação Dorina Nowill para Cegos, em parceria com o Ministério da Cultura e Governo Federal.

São três mil unidades distribuídas, de graça, em bibliotecas, escolas públicas e instituições que atuam com o público com deficiência visual. Foto: Divulgação

São três mil unidades distribuídas, de graça, em bibliotecas, escolas públicas e instituições que atuam com o público com deficiência visual. Foto: Divulgação

Tudo o que sabemos sobre:

Deficiência Visual

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.