Coronavírus: Central de Libras de Santos esclarece dúvidas por Whatsapp e Instagram

Coronavírus: Central de Libras de Santos esclarece dúvidas por Whatsapp e Instagram

CONTEÚDO ABERTO PARA NÃO-ASSINANTES: Atendimento por videochamadas explica os sintomas, formas de prevenção e a necessidade de ficar em casa. Perfil na rede social reforça recomendações e divulga informações sobre a pandemia de covid-19, também na Língua Brasileira de Sinais. Serviço se tornou referência para a comunidade surda em toda a região, que não encontra orientações acessíveis para pessoas com deficiência auditiva.

Luiz Alexandre Souza Ventura

08 de abril de 2020 | 11h40


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: A intérprete da Língua Brasileira de Sinais, Roberta Gardiano, que trabalha na Central de Libras de Santos, faz atendimento por Whatsapp. Ela está em um quarto, de frente para o smartphone. Crédito: Divulgação.


Dois serviços da Central de Libras da Prefeitura de Santos, no litoral sul de SP, se tornaram referência para a comunidade surda da Baixada Santista na busca por recomendações, orientações e informações atualizadas sobre a pandemia do coronavírus.

O primeiro é o atendimento no Whatsapp por intérpretes da Língua Brasileira de Sinais em videochamadas, todos os dias, das 9h às 18h, no número 013991552377.

“Os atendentes explicam quais são os sintomas, detalham as formas de prevenção e, principalmente, conscientizam sobre a necessidade de ficar em casa”, diz Cristiane Zamari Diogo, coordenadora de Políticas para Pessoas com Deficiência da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.


Descrição da imagem #pracegover: Roberta Gardiano, intérprete de Libras, olha para a câmera e sorri, enquanto faz o sinal ‘i love you’ na língua de sinais com a mão direita e segura um smartphone com a mão esquerda. Ela tem pele morena, cabelos escuros e longos, veste roupa preta. Crédito: Divulgação.


Outro canal é o perfil @centraldelibrassantos no Instagram, criado em março, que divulga as decisões tomadas pelo município para enfrentar a covid-19, além de informações sobre vacinação contra a gripe, ampliação do horário nos restaurantes da rede Bom Prato, atividades educativas para os alunos da rede municipal e outras notícias.

“Tivemos um retorno positivo dos surdos com mais de 60 anos que foram se vacinar após avisarmos no Instagram e também no WhatsApp”, celebra Cristiane Zamari. “O perfil no Instagram tem recebido mensagens de moradores surdos de toda a Baixada Santista porque, ao que parece, não há outras opções com acessibilidade para pessoas com deficiência auditiva na região”, diz a coordenadora.



Até esta terça-feira, 7, Santos havia registrado dez mortes por covid-19, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A cidade tem 141 casos confirmados, 457 suspeitos, 179 internados, sendo 34 em UTIs.

Por determinação da Prefeitura, toda a orla da cidade está bloqueada, com a circulação de pessoas proibida no calçadão, na faixa de areia e no mar. A ciclovia está limitada a quem usa bicicleta para trabalhar.

Em março, a Prefeitura publicou os decretos nº 8.896 (dia 19) e 8.898 (dia 20), declarando, respectivamente, situação de emergência e estado de calamidade pública.

Estão mantidas em Santos, até o dia 22 de abril, as medidas de quarentena que incluem restrições a serviços públicos e privados, além do acesso de pessoas a áreas de turismo e lazer da cidade, seguindo a decisão do governo do Estado.

Para algumas atividades liberadas, como mercados, bancos e lotéricas, foram estabelecidas normas mais rígidas, com limitação de quantidade, distanciamento de clientes, higienização do recinto e oferta de equipamentos de proteção individual (EPI) para os funcionários.
 
Para evitar uma eventual chegada de turistas para o feriado prolongado de Páscoa, entre 9 e 12 de abril, o Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) solicitou ao governo estadual um controle mais rigoroso do acesso de veículos à região, com uma operação especial nas rodovias.

Outro pedido foi um reforço de policiais militares nas barreiras já montadas pelos municípios nas entradas das cidade, com atuação da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Para receber nossas notícias direto em seu smartphone, basta incluir o número (11) 97611-6558 nos contatos e mandar a frase ‘VencerLimites’ pelo Whatsapp. VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima. Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais e enviadas pelo Whatsapp são verdadeiras, produzidas e divulgadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn YouTube


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: