Debate aberto sobre deficiência e beleza

Debate aberto sobre deficiência e beleza

Realizado no projeto Diversidade na Rua, fórum online com Nathalia Blagevitch, do blog Caminho Acessível, abordou temas como vaidade, cosméticos, produtos acessíveis, e sobre como o mercado da beleza tem poucas aberturas para a pessoa com deficiência.

Luiz Alexandre Souza Ventura

03 Setembro 2015 | 11h32

Clique na imagem para ver o debate completo.

Clique na imagem para acessar o debate completo

———-

Atualizado às 20h15 – “Todo mundo tem aqueles dias em que já sai da cama em total guerra com espelho. Eu, logo que desperto, como uma espécie de prevenção, procuro olhar para o espelho em busca do meu melhor sorriso. A ideia é simples e eficaz: contribuir, ao máximo, para contagiar o mundo com, no mínimo, alguma alegria”, diz a advogada Nathalia Blagevitch, que comandou nesta quinta-feira, 3, entre 19h e 20h, um debate aberto online com o tema ‘Deficiência física e beleza podem andar juntas’.

Nathalia tem 24 anos, nasceu com paralisia cerebral, e lançou recentemente o blog Caminho Acessível, criado para difundir e trocar informações sobre temas ligados a acessibilidade e inclusão.

“Como a mobilidade reduzida me impede de usar saltos, aprendi a me sentir irresistível com lindas sapatilhas baixas. Para carregar a bolsa de um jeito bem feminino, com charme e elegância, outro pequeno bom truque é usar o meu braço direito, que fica junto ao corpo. Além disso, manter as unhas sempre feitas e bem pintadas é regra”, comenta Nathalia.

Diversidade na rua é um espaço que recebe informações, compartilha e debate temas ligados a inclusão e acessibilidade. O projeto foi idealizado em 2013 pela Mercur, empresa brasileira – de Santa Cruz do Sul (RS) – que atua nos setores de educação e saúde, e produz, entre outros itens, bolas de exercício, bolsas térmicas, muletas, lençóis de borracha e pisos especiais.

———-