Dell cria software que inclui acessibilidade em navegadores e sistemas

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Dell cria software que inclui acessibilidade em navegadores e sistemas

Ferramenta desenvolvida pelo Lead Dell, em Fortaleza, já está em uso nos escritórios da empresa em toda a América Latina. Solução batizada de WAL (Website Acessibility Layer) torna ambientes digitais acessíveis para pessoas com deficiências visuais, daltonismo e dislexia. Confira no #blogVencerLimites um vídeo que mostra detalhes do funcionamento da plataforma.

Luiz Alexandre Souza Ventura

07 de julho de 2020 | 11h17


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Em uma tela de fundo azul, a imagem de um notebook aberto e a frase ‘WAL, Web Accessibility Layer, demonstração’ escrita em branco. Abaixo, a mesma frase em uma legenda e, no canto direito, uma intérprete de Libras. Crédito: Reprodução.


 
A Dell implementou em todos os escritórios da empresa na América Latina uma ferramenta criada pela equipe do Centro de Pesquisas, Desenvolvimento e Inovação da Dell Technologies Brasil (LEAD), em Fortaleza, que gera automaticamente recursos de acessibilidade em navegadores ou sistemas online, inclusive ERPs (sistema de gestão empresarial).

Batizada de WAL (Website Acessibility Layer), essa camada de software adaptável, desenvolvida inicialmente para o mercado brasileiro, foi expandida para os escritórios de Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Panamá e Peru. O LEAD trabalha em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (UECE).

“A solução lê o código da interface do sistema, faz um conjunto de conversões e devolve uma página acessível para o profissional com deficiência visual executar suas tarefas. Tudo é feito de maneira automática, sem intervenção do usuário”, explica Eder Soares, gerente de projetos de inovação e líder do LEAD.
 
O software tem versões em português, inglês e espanhol. São 22 funcionalidades, como conversão de texto em áudio, ajuste de espaçamento entre linhas, tamanho e estilo de fonte, contrastes da tela e paleta de cores de texto e fundo de tela, atendendo também profissionais com daltonismo ou dislexia.
 
Participam do projeto 60 voluntários do grupo de diversidade da companhia que atua na a inclusão das pessoas com deficiência.

Quem usa – A Dell afirma que sua equipe de recursos humanos, em cada unidade, consegue avaliar na contratação de um novo profissional se esse empregado vai precisar da WAL. A partir dessa identificação, o LEAD é acionado e habilita a ferramenta para o novo funcionário. A equipe de Fortaleza é responsável pela comunicação e pelo material de educação.


Descrição do vídeo #pracegover: Breve demonstração da solução WAL (Website Acessibility Layer) criada pela Dell Brasil. Na tela, durante a narração, alguns dos recursos oferecidos pela ferramenta são identificados e aplicados em uma das páginas da empresa. No final do vídeo os símbolos do Centro de Pesquisas, Desenvolvimento e Inovação da Dell Technologies Brasil (LEAD) e da Dell Technologies.Crédito: Divulgação.

____________________________________________

Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites

____________________________________________

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: