E a manutenção da passarela?

E a manutenção da passarela?

Luiz Alexandre Souza Ventura

17 de março de 2014 | 16h25

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Atualizado em 19/03/2014 (10h40) – A professora Mirella Scomparim, moradora de Santos, no litoral de São Paulo, enfrentou dificuldades para levar a mãe, Amiris Mendes Scomparin, à praia neste domingo, 16. Isso porque a passarela construída pela Prefeitura da cidade em 2010 não recebeu cuidados e se transformou em uma armadilha.

A foto feita por Mirella no Canal 3 mostra o péssimo estado do equipamento que deveria garantir acessibilidade. “Minha mãe tem 72 anos e usa a cadeira de rodas há aproximadamente três anos, após fraturar o fêmur em ambas as pernas. Desde então, ela não tem equilíbrio para andar. Além disso, ela tem um problema grave de osteoporose”, explica.

Em seu perfil no Facebook, a professora desabafou. “Descaso dos governantes com os deficientes. Fizeram uma passarela para os cadeirantes terem acesso à praia no Canal 3, mas infelizmente esqueceram de fazer manutenção. Agora, ela está abandonada e cheia de buracos, onde as rodas das cadeiras encalham. Vergonha!!”.

Em nota enviada por e-mail, a Prefeitura de Santos afirma que “a reforma da passarela para cadeirantes no Canal 3 já estava programada e deve começar na próxima semana. A secretaria de Serviços Públicos vai refazer toda a extensão da passarela com novo madeiramento”. Segundo a nota, “a deterioração do local se deve à constante força das águas e subida da maré” e ressalta que “no local são realizados serviços de desassoreamento sempre que necessário”.

Essa não é a primeira vez que a administração municipal santista mostrou falta de sensibilidade no tratamento às pessoas com deficiência. No dia 13 de fevereiro, o blog publicou reportagem sobre rampas irregulares contruídas na cidade, destacando o perigo causado pelo equipamento feito de forma errada, fato admitido pela Prefeitura. Na época, foi prometido que essas rampas seriam refeitas, mas tudo continua igual.

Tudo o que sabemos sobre:

Passarela

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: