Esclerose Múltipla e as preocupações com o futuro

Esclerose Múltipla e as preocupações com o futuro

Custo do plano de saúde, exames e outros gastos, incertezas sobre complicações causadas pela EM e a tolerância aos tratamentos são os principais destaques de uma pesquisa apresentada na abertura da 'Casa da Esclerose Múltipla 2020'. Projeto virtual construído em plataforma interativa mostra os sintomas da condição neurológica que causa diversas deficiências e atinge 2,3 milhões de pessoas no mundo.

Luiz Alexandre Souza Ventura

20 de agosto de 2020 | 13h14


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Uma mulher jovem está sozinha, sentada em um banco de madeira, olhando para o mar que está à frente. Crédito: Reprodução.


Preocupações com as complicações causadas pela Esclerose Múltipla ao longo da vida, os gastos com planos de saúde, exames e outros custos são os principais destaques de uma pesquisa apresentada nesta quarta-feira, 20, na abertura da ‘Casa da Esclerose Múltipla 2020’. O estudo completo será publicado em outubro.

Condição neurológica que provoca diversas deficiências, principalmente físicas e visuais, a EM atinge aproximadamente 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, tem entre 30 mil e 40 mil registros confirmados.
 
A pesquisa feita pela Merck e a associação Amigos Múltiplos pela Esclerose (AME) avaliou os principais desafios e necessidades não atendidas por pessoas que convivem com a Esclerose Múltipla e também por médicos neurologistas na jornada de tratamento. Fadiga foi o sintoma mais citado por quem tem EM, além dos impactos na qualidade de vida e também no humor.

Dificuldade para se concentrar e dor, alterações motoras – como desequilíbrio e tendências a quedas -, problemas cognitivos e de memória também foram mencionados. Entre os médicos ouvidos, a maioria apontou alterações motoras como um dos grandes desafios para quem tem EM.

Uma das propostas da ‘Casa da Esclerose Múltipla 2020’, que fica aberta até dezembro, é ampliar o conhecimento sobre sintomas muitas vezes imperceptíveis para quem não conhece a EM. Por isso, a característica imersiva, em realidade virtual, busca a empatia e faz diversos alertas, especialmente no que diz respeito ao diagnóstico precoce. Nesta quarta edição, o tema é ‘Liberdade para o Amanhã’.

________________________________________

Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites

________________________________________

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: