Escritor usa vivência com TOC e Síndrome do Pânico para criar saga sobre cura emocional

Escritor usa vivência com TOC e Síndrome do Pânico para criar saga sobre cura emocional

Abismo, Vertigem, Origem e Infinito são os quatro volumes da série 'A Casa dos Esquecidos', de Marcelo De Fazzio, que conta a história de uma mulher condenada pela morte do filho e aprisionada em um manicômio.

Luiz Alexandre Souza Ventura

18 de fevereiro de 2022 | 13h56

Foto dos quatro livros da saga 'A Casa dos Esquecidos'.

‘A Casa dos Esquecidos’ tem quatro volumes. Foto: Divulgação.


“Se não tivesse passado por abismos emocionais, não teria escrito com tanta realidade e profundidade de sentimentos”, afirma Marcelo De Fazzio, autor de ‘A Casa dos Esquecidos’ (2021, editora Rota Vintage), saga dividida em quatro volumes – Abismo, Vertigem, Origem e Infinito -, que contam a história de Sarah R. Maison, uma mãe condenada injustamente pela morte do filho, Joshua, e aprisionada em um manicômio, A Casa Marrom, pela própria família.

“Sarah teve sua personalidade construída em minhas vivências experimentadas sob estresse psicológico, quando enfrentava meus transtornos. Também nela estão refletidas as sensações de alívio e alegria no meu processo de recuperação que envolveu a cognição, essa fantástica ferramenta mental que me ajudou a superar tanto o TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo) quanto a Síndrome do Pânico“, diz De Fazzio em entrevista exclusiva ao blog Vencer Limites.

“Além dos conflitos emocionais que Sarah carrega desde a adolescência, quando o pai a obrigou a abortar um filho inesperado do primeiro namorado, e anos depois, ao abandonar sua carreira profissional para se dedicar à família, enfrenta a acusação de assassinar o próprio filho e a injusta condenação a levou a um manicômio, onde foi abandonada por todos que amava, chegando na iminência de um suicídio”, detalha o autor.

O escritor explica que também pelos mesmo sentimento, quando vivenciou ápice de seus transtornos. “Quando chegamos a esse cenário, muitos sentimentos inerentes ao sofrimento perdem seu valor, tal como a ansiedade, que na maioria das vezes nos aflige pelo medo de não estarmos prontos para o futuro perfeito de nossa imperfeição, mas que à beira do suicídio não tem mais o futuro que a sustente”, avalia De Fazzio

Segundo o autor, quando se percebe na mente dois mundos que se anulam entre si, surge o raciocínio cognitivo que usa a dor para anular o sofrimento, um obstáculo tangível que podemos enfrentar.

“Assim como eu, Sarah consegue descobrir dentro de si um poder de reconstrução, passa a enxergar o seu processo de cura emocional usando os alicerces de resignação que percebia no sofrimento dos outros pacientes da Casa Marrom, descobre novas nuances de amor e alegria em seu coração e encontra a verdadeira razão de viver dentro do que seria o seu maior pesadelo”, detalha o escritor.



“As almas que aqui perambulam são os palhaços de um circo vazio de crianças e sorrisos, hóspedes de uma viagem sem volta, que ninguém visita, dos que foram recortados de fotos, com seu porta-retratos descartado, apagados da vida dos amados, pela vergonha, sem família, sem amigos, imagens tristes nos espelhos quebrados, que em seus pedaços estilhaçados refletem apenas sua queda no abismo escuro do abandono.”

A Casa dos Esquecidos, Abismo, página 74


Começo – Marcelo De Fazzio teve o primeiro contato com a literatura na quarta série do ensino fundamental, quando uma professora, Philomena Pinotti, propôs à classe a produção de um livro de poemas escritos pelos alunos.

Para escrever ‘A Casa dos Esquecidos’, o autor partiu de um insight, em 2002, quando enfrentava o TOC e a síndrome do pânico, o que criava barreiras para desenvolver a escrita da trama.

“Retomei a história 15 anos depois e vejo que a superação dos transtornos e as vivências desse período foram extremamente importantes para retratar de forma fiel e realista o drama da protagonista”, diz.

De Fazzio afirma que também é palestrante e apresenta ‘Leitura, a vacina da mente’, na qual defende o hábito de ler. “O desafio é lidar com os contornos estruturais da sociedade, que não dá à leitura sua devida importância e destaque, levando em conta o quanto isso pode refletir positivamente em todos os aspectos na vida das pessoas”, completa.

FICHA TÉCNICA

Livro: A Casa dos Esquecidos (saga completa)
Volumes:
1. Abismo
2. Vertigem
3. Origem
4. Infinito
4/5. Relíquias
Autor: Marcelo De Fazzio
Editora: Rota Vintage
Preço: R$ 99,00
ISBN: 978-6581378103
Formato: 16×23 cm


Foto do escritor Marcelo De Fazzio com os quatro livros da saga 'A Casa dos Esquecidos'.

Marcelo De Fazzio é escritor, cronista, contista e poeta. Nasceu em 1973 em Catanduva-SP, formou-se em administração de empresas na Faculdade Dom Pedro II (São José do Rio Preto/SP). Começou na literatura com o livro ‘Saudade, as pegadas da alma’, a partir de uma coletânea de poemas publicada em 2016. Além da saga ‘A Casa dos Esquecidos’, também é autor dos romances ‘Por quem os anjos choram’ (2019), ‘O espelho das almas e o livro sem fim (2019)’, ‘Mais leve que um olhar..’ e ‘A Tempestade Perfeita’, ambos em 2020. Foto: Divulgação.


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.