Estudantes criam aplicativo que ensina matemática em Libras

Estudantes criam aplicativo que ensina matemática em Libras

Software foi elaborado por alunos do Instituto Federal do Paraná. Jovem surdo integrante da equipe apresenta sinais específicos da matéria. Projeto é finalista da Maratona UNICEF Samsung, que estimula o desenvolvimento de tecnologias educacionais para escolas públicas.

Luiz Alexandre Souza Ventura

16 de julho de 2020 | 15h00


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: O estudante Carlos Eduardo de Carvalho, de 19 anos, está em pé, com um smartphone na mão esquerda, apontando com o dedo indicador da mão direita para a tela onde aparece o personagem Thales do aplicativo ‘MatemáTIC Libras’. O jovem tem cabelos pretos e um bigode, também preto, e veste uma camisa preta e vinho com as palavras “formandos mecatrônica” em letras brancas. Crédito: Divulgação.


Três estudantes do Instituto Federal do Paraná (IFPR) criaram um aplicativo que ensina matemática em Libras, a Língua Brasileira de Sinais, além de ampliar o conhecimento sobre a cultura surda. MatemáTIC Libras (clique aqui para instalar em dispositivo Android) tem textos para guiar as atividades e exercícios que ensinam os sinais corretos da matéria. Com o mascote Thales viajando pelo mapa do Brasil, apresenta pessoas surdas que são referência em suas áreas de atuação. A versão iOS será liberada em breve.

O trio estuda no Campus Paranavaí. Carlos Eduardo de Carvalho, de 19 anos, que é surdo, apresenta no app vídeos sobre conjuntos matemáticos e quais devem ser os sinais para cada etapa do conteúdo. Ele e Cecilia Furtado, de 17 anos, estão no curso de mecatrônica no ensino médio. Willian Cligor, de 21 anos, faz faculdade de análise e desenvolvimento de sistemas.



O projeto é um dos 19 finalistas da Maratona UNICEF Samsung, iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância e da multinacional, em parceria com a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), que estimula o desenvolvimento de tecnologias educacionais para serem aplicadas no ensino médio de escolas públicas.

Os grupos cumpriram as últimas etapas do programa com atividades online, no trabalho de mentoria nas bancadas de avaliação. A versão final dos aplicativos foi publicada em 5 de junho e a cerimônia de encerramento está marcada para agosto.

____________________________________________

Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites

____________________________________________

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: